Especialistas
JULIANE FERNANDES QUEIROZ - DIREITO BIOÉTICA & SUCESSÃO
02 / Jul / 2019

ESPECTRO INCIDENTE: DO PRINCÍPIO DA DIGNIDADE DA PESSOA HUMANA

 

RESUMO

Considerando-se que o Princípio da Dignidade da Pessoa Humana adquire um caráter valorativo na sociedade é estritamente necessário estabelecer o processo de dignificação que perpassa a determinação do núcleo mínimo da dignidade. A partir da autonomia privada faz-se a identificação das necessidades humanas essenciais na busca da interação da solidariedade na dimensão social da dignidade. Neste sentido, a autonomia crítica é crucial e determinante para caracterizar toda a argumentação social que irá emoldurar os valores da dignidade para a devida aplicação normativa. Com isso, a tutela da personalidade humana atinge o seu ápice, configurando-se em sua dimensão comunitária e social. Neste novel entendimento de proteção à dignidade não se deve dissociá-la de outro princípio, o da solidariedade, que busca considerar e reconhecer o outro dentro de uma dimensão solidarista. O fundamento dos princípios constitucionais reside nos valores elencados e aceitos em uma prova de consenso pela própria sociedade e, com isso o conteúdo mínimo existencial da dignidade determina o espectro incidente do Princípio da Dignidade da Pessoa Humana.

 

Comente essa publicação